Deutsch English Español Français Italiano Portugues
 
passive on logo

Home

Passive-On em detalhe

Resultados previstos do Passive-On

Princípios de projecto

O Pacote de Planeamento da Casa Passiva

Parceiros e Patrocinadores

Links

Contactos

 

 

The Passive-On project has been promoted and coordinated by the end-use Efficiency Research Group of Politecnico di Milano

logo_eerg

 

.:: Passive-On em detalhe ::.

O modelo da Casa Passiva


Nos últimos dez anos tem-se observado no Norte da Europa, em particular na Alemanha, um interesse crescente nos padrões de construção da Casa Passiva.
“Casas Passivas” são edifícios que asseguram um ambiente interior confortável no inverno sem a utilização de um sistema de aquecimento convencional.

As casas passivas necessitam de aproximadamente 85% menos de energia para aquecimento que uma casa construída segundo os padrões dos regulamentos de edifícios da Alemanha.

O modelo foi denominado “Casa Passiva” devido aos ganhos de calor passivos – do exterior derivados da radiação solar através dos vão envidraçados e do interior provenientes dos equipamentos e ocupantes – essencialmente suficientes para manter o edifício com temperaturas interiores confortáveis durante a estação de aquecimento.

É importante que o modelo da Casa Passiva seja definido de modo a que os custos extras da construção sejam saldados num período de tempo razoável na redução da factura energética para o aquecimento num clima típico do norte da Europa. As soluções adoptadas são logo integradas no projecto não diferindo significativamente das práticas construtivas usuais em termos estéticos, de disposição em planta ou de processos construtivos. Estas soluções podem assim ser bem aceites pelos moradores e atractivas para os promotores.

Na Europa já foram construídas com sucesso mais de 5.000 Casas Passivas. Respostas positivas do moradores confirmam os pressupostos iniciais; não somente os custos fixos foram reduzidos drasticamente, mas os espaços são mais confortáveis devido à construção ser energeticamente mais eficiente.

Objectivos do Passive-On

O projecto Passive-on pretende examinar como expandir o conceito da Casa Passiva, especialmente para o Sul da Europa. Nestas regiões o consumo energético doméstico não resulta somente do aquecimento no Inverno, mas também, e em alguns dos casos mais significativamente, na promoção do arrefecimento das casas no Verão. O projecto Passive-On tem três objectivos principais:

 

1. Para arquitectos e designers (especialmente gabinetes pequenos) o projecto proporcionará orientações de projecto para o desenvolvimento de Casas Passivas economicamente viáveis, com baixo investimento inicial, energeticamente eficientes em todas as estações, em climas com necessidades de aquecimento e arrefecimento. As directrizes serão dirigidas aos gabinetes de arquitectura pequenos, típicos de Espanha e de Portugal, com baixos recursos para o desenvolvimento de projectos inovadores e que tendem a manter soluções antigas. Uma parte integral das directrizes de projecto é o programa Pacote de Planeamento da Casa Passiva (PHPP) desenvolvido pelo Instituto Passivhaus da Alemanha. O Projecto Passive-On tentará alargar o programa PHPP ao cálculo das cargas de arrefecimento e analisar soluções passivas de arrefecimento.
Ao estender o conceito da Casa Passiva à região Mediterrânica, o projecto avaliará a presente definição do modelo de Casa Passiva, e como este poderá ser modificado para ter em consideração as cargas de arrefecimento e outras necessidades energéticas das habitações.

 

2. Para a Comissão Europeia o projecto fornecerá um relatório do alcance e estratégia onde pretende examinar o potencial tal como os meios de atingir uma difusão maior de casas passivas incluindo:

a) uma análise dos actuais desenvolvimentos de casas passivas e de baixo consumo nos países parceiros de projecto, benefícios económicos locais e regionais e as barreiras para a implementação a larga escala;

b) um modelo de análise para estimar o potencial de poupança energética global das casas passivas, a médio e longo prazo, nos países parceiros de projecto;

c) uma análise dos benefícios políticos e administrativos para o desenvolvimento de programas de classificação “de ponta” de Casa Passiva ou adoptar um modelo comum de Casa Passiva pelos países parceiros.

Parte do relatório de alcance e estratégia será um programa de acção Governamental Local identificando soluções a nível local para aumentar o desenvolvimento de Casas Passivas baseadas em boas práticas existentes em países parceiros ou não do projecto.

 

3. Finalmente o projecto tem como objectivo disseminar o conceito de Casas Passivas nos países parceiros de projecto a profissionais da área (arquitectos, designers e governo local). O projecto prevê em cada país parceiro um seminário técnico para arquitectos e designers e um seminário final abrangendo todos os grupos alvo.

 

O Passive-On é coordenado pelo grupo de investigação Efficiency Research Group do Politécnico de Milão. O download do programa de trabalho detalhado pode ser efectuado aqui.


O projecto teve início a 1 de Janeiro de 2005 e está programado terminar a 30 de Setembro de 2007.


 

 

Termo de Responsabilidade :: www.passive-on.org